sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Poços de Caldas tem duas representantes na Etapa Estadual do Parlamento Jovem Minas 2016


Nos dias 24, 25 e 26 de agosto de 2016 realizou-se a etapa estadual do Parlamento Jovem de Minas 2016. A aluna Letícia de Souza da Escola Estadual Dr. Edmundo Gouvea Cardillo e a aluna Isabella Cristina Pereira da Escola Padrão do Parque das Nações foram as representantes municipais no evento.

Atividades do PJ Minas 2016:
Primeiro dia: acolhida dos alunos com atividades de entrosamento orientados por uma companhia de teatro.
Segundo Dia: Muito trabalho pela frente: De manhã aconteceu a votação do tema do próximo ano, sendo eleito: “Educação política na escola”. Em seguida houve a eleição de coordenadores e relatores dos grupos de trabalho por subtemas. A tarde os alunos trabalharam em grupos de trabalho, já ensaiando para a Plenária do dia seguinte.
Paralelo às atividades com os alunos, os coordenadores também tiveram muitas atividades na oficina para a Gestão do Projeto.
Terceiro dia: Quanta expectativa!!! Pela manhã os alunos estudaram as propostas que seriam votadas na Plenária Estadual. As quinze horas iniciou-se a Plenária com abertura a participação dos Deputados, Representantes da PUC Minas e de algumas Câmaras participante, bem como da Escola do Legislativo da ALMG, responsável pelo PJ Estadual. Foram mais de quatro horas de debates e votação e ao fim, doze propostas foram aprovadas pelos Parlamentares Jovens de todo o Estado de Minas Gerais e encaminhadas à Comissão de Participação Popular.

Essas foram as propostas aprovadas:

Acompanhe todas as novidades do Parlamento Jovem de Minas – Poços de Caldas também pelas redes sociais: facebook.com/pjpocos



quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Alunos de Poços participam de Plenária Regional do Parlamento Jovem

Dezenove alunos de Poços estiveram em São Sebastião do Paraíso, no dia 06 de julho de 2016, para a plenária regional do Parlamento Jovem 2016. Durante o evento, sete propostas sobre o tema Mobilidade Urbana foram aprovadas pelos estudantes. Eles se preparam agora para e etapa estadual, que será realizada no mês de agosto, em Belo Horizonte. Lembrando que, além de Poços e São Sebastião do Paraíso, também faz parte do Polo Sul de Minas II a cidade de Guaxupé.


Antes da plenária, os alunos se dividiram em grupos para exame e priorização das propostas, de acordo com os subtemas propostos pela Assembleia Legislativa de Minas. Além disso, os coordenadores de cada cidade conversaram com os estudantes, ressaltando a importância da construção coletiva de boas propostas para os municípios e também para o Estado de Minas Gerais. A cidade de Poços de Caldas foi representada na Mesa de Trabalho pela aluna Gabrielle Gonçalves, da Escola Padrão do Parque das Nações.
Além das coordenadoras do projeto em Poços, Arlis Silva Bassi e Maria de Lourdes Rezende de Assis, também acompanharam os alunos durante a plenária a servidora da Câmara Municipal Taís Ferreira e os professores Júlia Oliveira, Hudson Villas Boas, Simone Oliveira e Tiago Mafra. Neste ano, participam do projeto alunos da Escola Municipal Pedro Affonso Junqueira, Escola Estadual Dr. Edmundo Gouvea Cardillo, Escola Padrão do Parque das Nações, Colégio Nini Mourão e Escola Estadual David Campista.

Documento final aprovado na Plenária Regional:

SUBTEMA 1 – MOBILIDADE: PARTICIPAÇÃO E CONTROLE SOCIAL

  1. Criar uma lei que exija a existência de uma audiência pública todas as vezes que houver necessidade de renovação de contrato de concessão do serviço de transporte coletivo urbano.
  2. Criação de um conselho deliberativo sobre a mobilidade urbana em cidades com mais de 65.000 habitantes, com o objetivo de atender às demandas locais, garantir a participação popular e criar um órgão político de cobrança e fiscalização. A composição do conselho deverá ser de técnicos especializados e pessoas eleitas por voto popular.

SUBTEMA 2 – TRÂNSITO E TRANSPORTE

  1. Proibição de estacionamento de caminhões, carretas e ônibus em vias de mão dupla, que não atendam à largura adequada para a circulação.
  2. Utilização dos ônibus municipais escolares, também, no transporte intermunicipal de estudantes universitários no período noturno.
  3. Implantação do bilhete único comum, com o qual o cidadão pode fazer as viagens necessárias, ao custo de apenas uma tarifa diária, que terá um desconto de acordo com a quantidade de crédito colocado. Já os estudantes terão descontos adicionais no passe escolar a 25% do valor da tarifa, todos os dias da semana.

SUBTEMA 3 – MOBILIDADE E INFRAESTRUTURA

  1. Criação do projeto “Bicicletas Públicas”, no qual a pessoa fará um cadastro e poderá fazer a locação da bicicleta, podendo o projeto contar com parcerias e patrocínios de empresas privadas, para o uso de propaganda. Será cobrada uma taxa de adesão proporcional ao tempo de uso, e o valor recebido será convertido em manutenção das bicicletas e remuneração dos responsáveis. O pagamento de multa será obrigatório, caso houver algum tipo de dano ou atraso na devolução. O projeto ainda prevê a criação de programas de conscientização de ciclistas, assim como criação de ciclovias em locais onde o fluxo de veículos é mais intenso, juntamente com a implantação de bicicletários, para que as bicicletas sejam guardadas com segurança, incentivando seu uso, sendo obrigatória a existência destes em órgãos públicos e em empresas com mais de dez funcionários.
  2. Implantação do Sistema de Zona Azul nas principais vias dos centros urbanos, com arrecadação destinada à manutenção do sistema de trânsito municipal e geração de empregos voltados para o projeto Jovem Aprendiz.


segunda-feira, 20 de junho de 2016

Alunos participam de Plenária Final do Parlamento Jovem


A Câmara de Poços encerrou a etapa municipal do Parlamento Jovem 2016

na última sexta-feira (17). Alunos das cinco escolas que fazem parte do projeto

este ano participaram da Plenária Final, oportunidade em que discutiram e votaram

propostas referentes ao tema Mobilidade Urbana. O encontro contou com a

presença do vice-presidente do Legislativo, vereador Paulo Eustáquio de Souza

(PMDB), do presidente da comissão de Legislação Participativa, vereador Flávio

Faria (Rede), e do vereador Valdir Sementile (DEM). Professores e monitores

também prestigiaram o evento.
A mesa dos trabalhos foi composta pelos estudantes Gabrielle Gonçalves

(Presidente - Escola Padrão do Parque das Nações); Yasmim Silva Lima (Colégio

Nini Mourão), Christian Lopes (Escola Padrão do Parque das Nações), Letícia de

Souza (Escola Estadual Dr. Edmundo Gouvea Cardillo), Maria Fernanda Costa

Jardim (Escola Municipal José Avelino de Melo) e Keila Alves Malaquias (Escola

Municipal Dr. Pedro Afonso Junqueira). Todos eles falaram em nome dos demais

alunos sobre a participação no PJ e a experiência adquirida ao longo das

atividades.

Todas as propostas apresentadas pelas escolas, antes de colocadas em

votação, foram divididas entre os três subtemas criados pela Assembleia

Legislativa de Minas Gerais, sendo eles: “Mobilidade: participação e controle

social”, “Trânsito e transporte” e “Mobilidade e estrutura”. A maioria das propostas

aprovadas enfatizou a questão da melhoria da qualidade do transporte público,

adoção de tarifas sociais, implantação de transporte público na zona rural e

implantação de ciclovias e bicicletários na cidade. Os alunos também discutiram e

aprovaram sugestões para construção de rampas de acesso destinadas aos

deficientes físicos e instalação de semáforos sonoros.

Com o encerramento da etapa municipal, os alunos se preparam agora para

a fase regional, que contará com a participação das demais cidades que compõem

o Polo Sul de Minas II. Já a etapa estadual será realizada na ALMG, em Belo

Horizonte, no mês de agosto. Na oportunidade, o documento final com as

propostas de todas as cidades será entregue à Comissão de Participação Popular

da Assembleia de Minas.

Projeto

O Parlamento Jovem de Minas é um projeto de formação política e educação

legislativa, desenvolvido pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais e PUC

Minas, em parceria com Câmaras Municipais, destinado a alunos do ensino médio.

O PJ teve início em 2004, sendo que as seis primeiras edições do projeto foram

realizadas em Belo Horizonte, envolvendo somente os estudantes da cidade. Em

2010, o programa foi estadualizado, por meio de parcerias com outras Câmaras

Municipais, e a Câmara de Poços, através de um Projeto de Resolução, tem

participado todos os anos das atividades.

Além de despertar nos jovens o interesse pelo exercício da democracia, o

programa possibilita o conhecimento do processo legislativo, bem como a vivência

em situações de debates, exposição de opiniões, negociações e escolhas,

respeitando sempre as diversas opiniões sobre os mais variados temas.


Grupos de trabalho 16/06/2016




segunda-feira, 30 de maio de 2016



Alunos aprendem técnicas de oratória em oficina regional do Parlamento Jovem
Na última semana, a Câmara de Poços realizou mais um encontro do Parlamento Jovem 2016. Desta vez, o objetivo foi, através de uma oficina, apresentar aos alunos técnicas de oratória a fim de que possam se preparar para a defesa das propostas nas plenárias municipal, regional e estadual. A atividade foi ministrada pelo palestrante Symon Hill e contou, ainda, com a presença dos alunos das cidades de Guaxupé e São Sebastião do Paraíso, que juntamente com Poços fazem parte do Polo Sul de Minas II.
As oficinas oferecidas pela Câmara são preparatórias para as demais fases do projeto. Nesse período, os estudantes discutem temas que irão auxiliá-los tanto na elaboração como também na apresentação das propostas. Além dos encontros presenciais, a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) disponibilizou neste ano cursos online para os alunos, entre eles Mobilidade Urbana, Redação de Propostas, Dinâmica dos Grupos de Trabalho e Plenárias.
Pelo quarto ano consecutivo, Symon Hill ministrou a oficina de oratória aos participantes do PJ. Para ele, o projeto é uma novidade a cada ano. “Tivemos, além das seis escolas de Poços, a presença de alunos de outras duas cidades da região. O que eu senti de diferente foi uma vontade de aprender e isso é muito importante. O jovem em geral está totalmente voltado para a comunicação digital, mas nesse público que esteve presente eu percebi um interesse para voltar a falar em público, para expor suas ideias com clareza, com fluência verbal e com dicção. Então foi uma oficina muito criativa, muito interativa, e foi um prazer participar novamente do evento”, ressaltou.
O palestrante destacou, também, o número expressivo de perguntas feitas pelos alunos, o que demonstra um interesse pelo tema. “Fiz uma apresentação bem objetiva, em que passei as técnicas de oratória, e abri para perguntas e respostas. Nesse tempo, eles trouxeram questões deles, isso que é o importante. Seria um privilégio se a gente pudesse participar de uma aula em que o aluno perguntasse o que quisesse. E é por isso que trago sempre esse formato, para deixar que participem e percebam que o Parlamento Jovem é feito para terem a oportunidade de desenvolvimento. Acredito que alcançamos esse objetivo”, disse.
João Vitor Vargas, da cidade de São Sebastião do Paraíso, participa pela segunda vez do Parlamento Jovem. Durante a oficina, ele falou sobre a importância da oratória. “O encontro foi muito bom. Parabéns ao Symon Hill que ministrou a palestra. Tivemos uma parte teórica, mas a prática foi muito importante para o treinamento”, afirmou.
A respeito da Mobilidade Urbana, tema do PJ em 2016, a aluna Gabrielli Gonçalves Maciel acredita que o assunto precisa ser debatido em Poços. “Cadeirantes e outros deficientes devem ter os mesmos direitos do restante da população”, pontuou a estudante da Escola Padrão do Parque das Nações.

Tema

Em 2016, o tema do PJ é Mobilidade Urbana e o debate foi organizado nos subtemas “Mobilidade: participação e controle social”, “Trânsito e transporte” e “Mobilidade e estrutura”. Integram o projeto neste ano a Escola Padrão do Parque das Nações, Escola Estadual Dr. Edmundo Gouvea Cardillo, Escola Estadual David Campista, Escola Municipal José Avelino de Melo, Escola Municipal Dr. Pedro Afonso Junqueira e Colégio Nini Mourão.
O Parlamento Jovem de Minas é um projeto de formação política e educação legislativa, desenvolvido pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais e PUC Minas, em parceria com Câmaras Municipais, destinado a alunos do ensino médio. Neste ano, na 13ª edição do Parlamento Jovem de Minas, o número de municípios participantes subiu para 45, ou seja, são nove cidades a mais do que a edição de 2015. Esses municípios estão organizados em 12 polos regionais.


Atividades

As atividades do projeto continuam em Poços. Nesta semana, as coordenadoras municipais estarão novamente nas escolas para discussão do Plano Diretor da cidade. O objetivo é relacionar o assunto ao tema central do PJ. Em breve, a Câmara de Poços realizará a plenária final municipal.

quinta-feira, 12 de maio de 2016




Alunos do Parlamento Jovem recebem orientações sobre cursos oferecidos pela ALMG

Dando continuidade às atividades do Parlamento Jovem, as coordenadoras da Câmara de Poços visitaram, nas últimas semanas, as escolas que participam do projeto em 2016. O objetivo foi apresentar aos alunos a plataforma Moodle da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), onde foram disponibilizados vários cursos preparatórios para as diversas fases do PJ, sendo eles Formação Política, Mobilidade Urbana, Redação de Propostas, Dinâmica dos Grupos de Trabalho e Plenárias.
Os encontros aconteceram na Escola Municipal José Avelino de Melo, Escola Padrão do Parque das Nações, Escola Municipal Dr. Pedro Affonso Junqueira e Colégio Nini Mourão. Na Escola Estadual Dr. Edmundo Gouvea Cardillo os alunos discutiram questões envolvendo o Plano Diretor do município, uma vez que já estavam familiarizados com os cursos online.
De acordo com a coordenadora Arlis Silva Bassi, a intenção do debate sobre o Plano Diretor de Poços de Caldas foi relacionar o assunto ao tema central do PJ, que é Mobilidade Urbana. “Como o município está preparando a revisão dessa lei tão importante, que envolve o ordenamento urbano, apresentamos informações aos alunos com ênfase na mobilidade urbana para que acompanhem as discussões tanto da Câmara como da Prefeitura e elaborem propostas para o Parlamento Jovem”, declarou.
A próxima atividade do PJ acontecerá no dia 11 de maio, às 13h30, no plenário da Câmara, quando todas as escolas se reunirão para uma oficina de formação política. Durante o encontro, serão abordados temas referentes ao sistema democrático e ao Poder Legislativo Municipal.


Tema

Em 2016, o tema do PJ é Mobilidade Urbana e o debate foi organizado nos subtemas “Mobilidade: participação e controle social”, “Trânsito e transporte” e “Mobilidade e estrutura”. Integram o projeto neste ano a Escola Padrão do Parque das Nações, Escola Estadual Dr. Edmundo Gouvea Cardillo, Escola Estadual David Campista, Escola Municipal José Avelino de Melo, Escola Municipal Dr. Pedro Afonso Junqueira e Colégio Nini Mourão. Mais uma vez, Poços de Caldas faz parte do Polo Sul de Minas II, formado também pelas cidades de Guaxupé e São Sebastião do Paraíso.

Fases

Após o evento de lançamento, diversas atividades acontecem dentro e fora das escolas. Além das oficinas e grupos de trabalho, os alunos participam das plenárias municipais e regionais para a discussão do tema e votação de propostas. As sugestões selecionadas nos municípios são novamente avaliadas e priorizadas nos polos e, por fim, chegam à plenária estadual, realizada em Belo Horizonte. Este último evento acontece na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, no mês de agosto, oportunidade em que o documento final, com as propostas de todas as cidades, é entregue à Comissão de Participação Popular da ALMG.


Projeto

O Parlamento Jovem de Minas é um projeto de formação política e educação legislativa, desenvolvido pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais e PUC Minas, em parceria com Câmaras Municipais, destinado a alunos do ensino médio. Neste ano, na 13ª edição do Parlamento Jovem de Minas, o número de municípios participantes subiu para 45, ou seja, são nove cidades a mais do que a edição de 2015. Esses municípios estão organizados em 12 polos regionais.

sexta-feira, 1 de abril de 2016



Parlamento Jovem 2016 reúne estudantes de seis escolas de Poços


Na manhã da última quinta-feira (31), a Câmara Municipal realizou o evento de lançamento do Parlamento Jovem 2016. O encontro reuniu cerca de 100 alunos das seis escolas que fazem parte do projeto nesta edição. Participaram da atividade a presidente do Legislativo vereadora Regina Cioffi (PPS) e o presidente da Comissão de Legislação Participativa vereador Flávio Faria (Rede).
Em 2016, o tema do PJ é Mobilidade Urbana e o debate foi organizado nos subtemas “Mobilidade: participação e controle social”, “Trânsito e transporte” e “Mobilidade e estrutura”. Integram o projeto neste ano a Escola Padrão do Parque das Nações, Escola Estadual Dr. Edmundo Gouvea Cardillo, Escola Estadual David Campista, Escola Municipal José Avelino de Melo, Escola Municipal Dr. Pedro Afonso Junqueira e Colégio Nini Mourão. Mais uma vez, Poços de Caldas faz parte do Polo Sul de Minas II, formado também pelas cidades de Guaxupé e São Sebastião do Paraíso.
Convidado pela Câmara para falar sobre o tema Mobilidade Urbana, sob o aspecto da conscientização dos jovens, o palestrante Symon Hill fez uma apresentação dinâmica e convidou os alunos a pensarem nas dificuldades enfrentadas pelo próximo. “Quis trazer uma palestra bem dinâmica para que eles compreendessem que a questão da mobilidade urbana afeta todas as pessoas. Não é porque eles são jovens ou que eles têm essa facilidade para se locomover que o problema da mobilidade não diz respeito a eles também. Então, o objetivo dessa palestra é conscientizar que a questão da mobilidade urbana é um assunto de todos. Fala-se muito hoje na mídia sobre a questão da ética e a ética é a relação entre o interesse pessoal e o bem estar coletivo. Quanto antes o jovem entender isso e começar a participar dessas situações em que ele se coloca no lugar do outro, mais rápido a gente vai ter uma sociedade mais ética e equilibrada”, declarou.
Ainda durante o encontro, o servidor público Rodrigo Galhardi, deficiente visual desde os noves anos de idade, conversou com os alunos sobre as dificuldades enfrentadas pelos deficientes quando o assunto é mobilidade urbana. Para ele, o tema é muito relevante nos dias atuais, pois envolve a comunidade como um todo. “O fundamental é colocá-los na mesma situação que a gente, ainda que não seja permanente, porque só sentindo a dificuldade do outro é que a gente vai conseguir propor alguma coisa, tanto para melhorar aquilo que está errado quanto para fiscalizar aquilo que não vem sendo cumprido em termos de legislação. Mobilidade urbana quer dizer dar acesso para as pessoas irem e virem de forma autônoma, independente, rápida e segura. Então, quando a gente fala em mobilidade urbana e acessibilidade as pessoas pensam que esses fatores se restringem apenas às pessoas com deficiência. E não é isso que acontece. A mobilidade envolve a mãe que está com o carro de bebê na rua, o idoso e toda a sociedade”, ressaltou.
Além do bate-papo sobre a importância da conscientização, os alunos assistiram a vídeos sobre o tema mobilidade urbana. A estudante Jennyfer Pereira de Freitas, da Escola Estadual Edmundo Gouvea Cardillo, participa pela terceira vez do Parlamento Jovem. Para ela, este é um projeto que os alunos levam para todas as etapas da vida. “Eu gosto de participar e fazer parte da política. É uma oportunidade dos jovens interferirem e conversarem e essas ações influenciam a minha vida, a da minha família e a dos meus colegas. O tema mobilidade precisa ser bastante discutido, pois é um assunto que causa muitos problemas hoje em dia. Tenho certeza que sairão muitas propostas interessantes do Parlamento”, disse.
Já a aluna Isabela Cristina Pereira, da Escola Padrão do Parque das Nações, participa pela primeira vez do projeto. Durante o evento de lançamento, ela falou da expectativa em fazer parte do Parlamento Jovem. “É muito importante os jovens participarem da política e verem o que está acontecendo. A mobilidade urbana faz parte da nossa vida”, destacou.


Fases

Após o evento de lançamento, diversas atividades acontecem dentro e fora das escolas. Além das oficinas e grupos de trabalho, os alunos participam das plenárias municipais e regionais para a discussão do tema e votação de propostas. As sugestões selecionadas nos municípios são novamente avaliadas e priorizadas nos polos e, por fim, chegam à plenária estadual, realizada em Belo Horizonte. Este último evento acontece na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, no mês de agosto, oportunidade em que o documento final, com as propostas de todas as cidades, é entregue à Comissão de Participação Popular da ALMG.


Projeto

O Parlamento Jovem de Minas é um projeto de formação política e educação legislativa, desenvolvido pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais e PUC Minas, em parceria com Câmaras Municipais, destinado a alunos do ensino médio. Neste ano, na 13ª edição do Parlamento Jovem de Minas, o número de municípios participantes subiu para 45, ou seja, são nove cidades a mais do que a edição de 2015. Esses municípios estão organizados em 12 polos regionais.
O PJ teve início em 2004, sendo que as seis primeiras edições do projeto foram realizadas em Belo Horizonte, envolvendo somente os estudantes da cidade. Em 2010, o programa foi estadualizado, por meio de parcerias com outras Câmaras Municipais, e a Câmara de Poços, através de um Projeto de Resolução, tem participado todos os anos das atividades.
Além de despertar nos jovens o interesse pelo exercício da democracia, o programa possibilita o conhecimento do processo legislativo, bem como a vivência em situações de debates, exposição de opiniões, negociações e escolhas, respeitando sempre as diversas opiniões sobre os mais variados temas.